Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Black Sabath - Planet Caravan

Relembrando o momento em que entrei no meu carro e me dirigi ao funeral de meu pai, deixando tocar repetidas vezes até chegar ao velho pomar de ossos...




Planet Caravan

We sail,
through endless skies,
stars shine like eyes,
the black night sighs.

The moon,
in silver trees,
falls down in tears,
light of the night.

The Earth,
a purple blaze,
of sapphire haze,
in orbit always.

While down,
below the trees,
bathed in a coll breeze,
silver starlight breaks down the night.

And so,
we pass on by,
the crimson eye,
of great god Mars,
as we travel...
the universe...Nós velejamos,
Por céus infinitos
As estrelas brilham como os olhos
A noite escura suspira.

A lua,
Em árvores prateadas
Cai em lágrimas
A luz da noite.

A terra,
Uma chama púrpura
De uma neblina cor de safira
Sempre em órbita.

Enquanto descemos,
Dentre as árvores
Tomamos banho na brisa fresca
A luz prateada das estrelas rompe a noite.

E então,
Nós passamos perto,
Do olho vermelho
Do grande Deus Marte
Enquanto viajamos
Pelo universo...

No mesmo post, mais uma demonstração de uma música cheia de sentido, escrita por uma banda "sem sentido", que a despeito dos que falavam mal(e eu me lembro ter que manter minha posição em público quando todos me encaravam, pedindo para mudá-la), durará mais que eles neste mundo...

Nenhum comentário: