Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

OLHANDO pro ABISMO - O que dirá a turma do "nada a ver" ?


Os criadores garantem que é apenas diversão. Para mim, um terrível equívoco. A produtora japonesa Illusion lançou um jogo em que o objetivo é estuprar uma mulher e suas duas jovens filhas em uma estação de metrô. E não fica só nisso. Depois do ataque sexual, o jogador tem que fazer com que as suas vítimas abortem. O nome do game bizarro é "Rapelay".

Se o jogador não conseguir que as suas vítimas abortem ele perde e o seu personagem é jogado na linha do metrô. O game permite que vários jogadores "brinquem" ao mesmo tempo contra apenas uma mulher.

Inicialmente restrito ao mercado japonês, onde foi lançado em 2006, o jogo começou a chegar ao Ocidente em versões piratas ou por sites de venda. A Amazon, que chegou a vender o "Rapelay", tirou o game das suas prateleiras.

Estupro e aborto viraram brincadeira?

Nenhum comentário: